segunda-feira, 18 de julho de 2016

DIADEMA - SÃO PAULO - MUSEU DE ARTE POPULAR, BORBOLETÁRIO, OBSERVATÓRIO ASTRONÔMICO SÃO ALGUMAS DAS OPÇÕES PARA VOCÊ VIR CONHECER A CIDADE




















DIADEMA / SÃO PAULO / BRASIL
foto - ?
Lazer e a cultura
são pontos positivos de Diadema. A cidade conta com muitas atrações interessantes, como o Museu de Arte Popular, que reúne mostras de cultura de vários lugares brasileiros; o Observatório Astronômico, de onde é possível visualizar astros e estrelas; o Borboletário, onde são preservadas borboletas das espécies caligo e ascia; e o Jardim Botânico, que possui trechos de mata nativa e cerca de 200 espécies de plantas para paisagismo.
As boas oportunidades de emprego, a educação de qualidade e as ótimas opções de cultura e lazer fazem de Diadema uma cidade privilegiada e muito promissora na região do ABCD.
BEM VINDO A CIDADE DE DIADEMA 
imagem - Gigafoto
DIADEMA TEM 386.09]89 HABITANTES - IBGE 2010 -
QUEM NASCE EM DIADEMA EH: DIADEMENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 08 DE DEZEMBRO E FOI EMANCIPADA EM 1.959
ORIGEM DO NOME
Uma versão diz que o nome eh uma referência a padroeira da cidade. Nossa senhora da conceição. Uma outra versão diz que eh uma homenagem a um distrito de mesmo nome.
HISTÓRIA
Desde 1700, quase toda a área do Município pertencia à Ordem Religiosa dos Jesuítas. Existia na atual Rua Manoel da Nóbrega, antiga Vila da Conceição, uma construção de taipa, conhecida como Casa Grande, com uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição. Sendo trajeto obrigatório de tropeiros em direção à mina de ouro do Embu, então descoberta, transformou-se em passagem de escasso tráfeco na rota Santo Amaro a Mogi das Cruzes, com o declínio da mineração.
Abandonadas as terras ocupadas pelos jesuítas, o Barão de Tietê conseguiu cerca de 650 alqueires legalizando a posse entre 1813 e 1815. Após sua morte, divididas entre os herdeiros, sobressaíram duas glebas: a do Curral Grande , na parte leste, que deu origem a Piraporinha e a do Curral Pequeno, na parte oeste, ficando sua sede próxima à atual Praça de Matriz.
O primeiro núcleo populacional nasceu ao redor da capela do Bom Jesus da Pedra Fria, construída por José Pedroso de Oliveira, na estrada da casa Grande, aproximadamente em 1830. Por volta de 1860, coube ao mesmo construtor erguer uma nova capela, em louvor ao Senhor Bom Jesus de Pirapora, a pequena distância da primitiva igreja.
Em 1926, as águas da represa Billings inundaram parte da região do atual bairro de eldorado constituindo então a "baia de Eldorado".
AQUI O CAMPUS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
imagem - Gigafoto
MERCADO MUNICIPAL
imagem - Ricardo J. Carvalho
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
imagem - Gigafoto
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
imagem - Salles Ribeiro
BORBOLETÁRIO
Acompanhar a formação de uma borboleta e presenciar o primeiro vôo rumo às plantas e frutas é experiência única que pode ser vivenciada no Borboletário Tropical Laerte Brittes de Oliveira.
Primeiro borboletário a ser criado na Região Metropolitana de São Paulo, inaugurado em 2005, o espaço visa contribuir com o processo de educação ambiental desenvolvido pela Secretaria do Meio Ambiente e a conservação de espécies típicas da Mata Atlântica.
As espécies criadas em cativeiro tem sobrevida maior que os insetos livres e são fundamentais para a conservação da biodiversidade, pois contribuem para a reprodução das espécies vegetais, mantendo a grande diversidade encontrada na Mata Atlântica. O viveiro de borboletas tem cerca de 190 m², onde vivem insetos adultos de quatro espécies; a Caligo illioneus, conhecida popularmente como “olho de coruja”; a Ascia monuste conhecida como “borboleta-da-couve”; Methona themisto e Heraclitis anchisiades. Os ovos, lagartas e pupas (casulo) ficam em um berçário junto ao viveiro.
No interior do Borboletário, existem cerca de trinta espécies de plantas que servem para o deposito de ovos, abrigo e também de alimento para as borboletas. A vegetação, entre outros benefícios, é importante para o abrigo dos ovos (oviposição). Semanalmente, os cuidadores do Borboletário realizam a coleta e levam para a casa de criação. Lá se inicia todo o processo de criação: lagarta, pupa, borboleta e retorno ao viveiro.
imagem - ?
CENTRO CULTURAL
imagem - ?
REPRESA BILLINGS
imagem - Wikipédia
imagem - ?
JARDIM BOTÂNICO
Aproveitar o contato intenso com a natureza em plena urbanização é o principal atrativo para uma visita ao Jardim Botânico de Diadema. Localizado no bairro Inamar, possui uma área de vegetação em estágio inicial de regeneração e trechos de mata nativa, onde se destacam árvores de importância ambiental como pau-brasil, paineira, jacarandá, palmeira juçara, angico, urucum e jatobá.
Mais do que oferecer o contato com espécies típicas da flora brasileira, o visitante tem a oportunidade de conhecer espécies exóticas como plátanos, magnólia e diversas espécies de palmeiras, além de vez ou outra encontrar visitantes inesperados como pássaros silvestres atraídos pela qualidade do ar.
É no Jardim Botânico que são cultivadas todas as espécies de vegetação utilizadas no paisagismo da cidade. É no viveiro que são cultivadas cerca de quase toda produção de forração de Porte pequeno, além das orquídeas espalhadas pelas árvores do Jardim Botânico em uma área com cerca de 26 mil m².
Principal Cartão postal do turismo de Diadema, o Jardim Botânico também é utilizado para atividades de educação ambiental para complementação curricular e pedagógica para escolas da região e em especial as do município. Monitores do espaço realizam visitas monitoradas por meio de agendamento por telefone. 
Interresado no passeio? Prepare a cesta de piquenique e divirta-se entre as trilhas ecológicas do local.
imagem - Geraldo da Silva Filho
imagem - Gigafoto
MAP
O MAP está instalado no Centro Cultural Diadema, região central, sendo o primeiro museu do gênero na região do ABCD. Inaugurado em 2007, o espaço reúne centenas de obras dos mais importantes artistas populares do Brasil. 
Entre os artistas que compõem o acervo estão: Aécio de Andrade, Cícero Lourenço, João Cândido da Silva, Lourdes de Deus, Odonagué e Waldomiro de Deus, além de artistas da cidade, com pinturas, esculturas, xilogravuras e obras tridimensionais. Além da exposição do acervo, o local ainda realiza palestras, oficinas, festas e ações que permeiam expressões plásticas da cultura popular.
Aberto para visitações de terça a sexta-feira, das 10h às 19h e sábado, das 13h às 18h. Horários especiais com monitoria podem ser agendados para grupos, escolas e coletivos (incluindo aos domingos) pelo telefone 4051-5408.
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE DIADEMA
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - Wikipédia
imagem - Diademense
imagem - Ricardo J. Carvalho
imagem - Ricardo J. Carvalho
imagem - Ricardo J. Carvalho
imagem - Diademense
imagem - Ricardo J. Carvalho
imagem - Diademense
imagem - Diademense
imagem - ?
imagem - ?
imagem - Diademense
imagem - Ricardo J. Carvalho
imagem - Glauber
imagem - Diademense
PARQUE DO PAÇO
imagem - ?
imagem - Diademense
imagem - Ricardo J. Carvalho
imagem - ?
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
PRAÇA DA MOÇA
Praça da moça Próxima ao Terminal Diadema, esta praça, considerada um dos pontos turísticos da cidade, é frequentada por todo o tipo de gente: Além do Parque Infantil (bem pequeno ) lugar onde e considero ponto de encontro de tribos (roqueiros,funkeiros,geeks,e muito mais no período da noite) e lugar pra lazer próximo ao shopping que tem mesmo nome,bom lugar pra relaxa e conversas,paqueras e pratica de exercícios físicos.É considerada o “marco zero” de Diadema.
imagem - ?
imagem - Gigafoto
imagem - Gigafoto
imagem - ?
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO
fonte / fotos - Wikipédia / Thymonthy Becker / portal da prefeitura / 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo à linha do tempo de nosso planeta